F de Fake

F de Fake (DF)

Documentário (série de tv)

 

SINOPSE

F de FAKE é uma série de documentários históricos sobre as mentiras que afetaram a História do Brasil. Apesar de parecer algo novo, essa é uma prática antiga. Desde as vésperas da proclamação da República, a disseminação de notícias falsas mobilizou grupos, destruiu biografias e influenciou a política do país. Com uma linguagem ácida (mas sempre cuidadosa com os fatos), propomos uma forma divertida de tratar esse urgente tema. Afinal, todos temos responsabilidade quando o assunto é fake news. Quem cria, quem compartilha e também quem não questiona o que lê, o que assiste, o que escuta.

 

Diretor

Gabriel F. Marinho

Gabriel F. Marinho estudou Cinema e Audiovisual na Universidade de Brasília e depois fez mestrado em História na Universidade Federal Fluminense. Atua profissionalmente na área de produção e criação de conteúdo desde 2007, principalmente com documentários e pesquisa de imagens de arquivo. Nesse período dirigiu dois filmes, sendo eles “Memórias finais da República de Fardas” (2008) e “O Prólogo” (2013). Juntos foram exibidos em festivais e mostras em diferentes países, entre eles, Festival de Cinema de Brasília, Festival de Cine Pernambuco – CinePE, Recine, Bogocine (Colômbia), Festival de Cinema de Havana (Cuba),Festival de Cinema latino-americano de Trieste (Itália), entre outros. Além disso, trabalhou como assistente de direção, pesquisador e roteirista com cineastas como René Sampaio e Vladimir Carvalho em séries para TV, curtas e longas-metragens. Por cinco anos, também atuou como produtor executivo de projetos para a TV Escola, onde coordenou o desenvolvimento de conteúdos de documentários, ficção e animação.

 

Produtora

Carolina Villalobos

Produtora cultural, com especialização em produção executiva e elaboração de projetos. É formada em Audiovisual pela Universidade de Brasília e desde 2007 se dedica à produção cinematográfica, tendo atuado como produtora em filmes de curta, média e longa-metragem e também em festivais de cinema, como o FICI – Festival Internacional de Cinema Infantil, o BIFF – Brasília International Film Festival e do FAM – Florianópolis Audiovisual Mercosul. Produziu os documentários “Memórias Finais da República de Fardas”, vencedor do prêmio Troféu Candango Marco Antônio Guimarães, no 41º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, e “O Prólogo” (2013, 94 min), vencedor do prêmio de melhor filme do Recine – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, em 2013. Também produziu videoclipes e atuou como selecionadora da mostra de video clipes do FAM – Florianópolis Audiovisual Mercosul, em 2017 e 2018.