Júri de Video Pitching

 

Ariene Ferreira – produtora executiva

Produtora executiva de projetos de ficção e documentários, entre eles, Casa de Antiguidades, Em Busca das Cobras, Consciência³, Tropicália, O Piano que Conversa e a série Insustentáveis. Trabalhou também nos filmes Bicho de Sete Cabeças e Terra Vermelha. Foi curadora do Amazonas Film Festival. Consultora e criadora da Cinema Verde e faz parte do coletivo c/as4atro, atuando como consultora em projetos para diversos clientes.

 

Ivan Melo – produtor e produtor executivo

Formado em Letras, com mestrado em Teoria Literária. Trabalhou como produtor executivo e programador da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, diretor do Festival de Cinema de Paulínia e diretor do Polo Cinematográfico de Paulínia, onde coordenou a produção local de 40 longas-metragens nas locações e estúdios da cidade. Como produtor, realizou os documentários Bem-vindo a São Paulo (2007), coletivo de curtas organizado por Leon Cakoff e Renata de Almeida e dirigido por Tsai-Ming Liang, Wofgang Becker, Amos Gitai, Phillipe Noyce, Maria de Medeiros, Mika Kaurismäki, entre outros; Top 25, de Richard Luiz (2009); e as ficções Tinnitus, de Gregório Graziosi (2019), e Parabéns, garota!, de Luis Carlos Soares (2019). Foi sócio da produtora África Filmes, co-produtora de Corpo Elétrico, de Marcelo Caetano (2017), e do documentário Alvorada, de Anna Muylaert e Lô Politi (2016). É sócio da produtora e distribuidora Cup Filmes, que está co-produzindo o documentário Amazônia, de Juliano Ribeiro Salgado; finalizando o longa de ficção A mãe, de Cristiano Burlan; e a animação em stop motion Bob Cuspe – Nós não Gostamos de Gente, de Cesar Cabral. Tem ainda projetos em desenvolvimento com os diretores Anna Muylaert, Ivi Roberg e Marcelo Caetano.

 

Magali Wistefelt – publicitária e diretora de atendimento

Sócia da finalizadora DOT, atua como diretora de atendimento, com mais de 20 anos de experiência na área de publicidade e entretenimento. Sócia também da Bucareste Ateliê de Cinema, uma escola dedicada à cinematografia, fotografia e outras áreas do cinema. Atua no mercado há cinco anos, onde já formou mais de 800 alunos através de cursos práticos. Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Marketing pela FAAP, já atuou nas maiores finalizadoras do país.

 

Marcelo Siqueira – diretor, produtor e supervisor de pós e efeitos

Começou sua carreira no audiovisual aos 15 anos. Em 1998, fazendo parte do Grupo Casablanca, foi convidado a desenvolver a TeleImage, núcleo de entretenimento do grupo, que viria se tornar a maior pós­-produtora de cinema da América Latina. Foi pioneiro na utilização da tecnologia Intermediação Digital, com os filmes O Auto da Compadecida e Gêmeas, em 1999. Em 2003, criou o núcleo de restauração da empresa, onde trabalhou em obras como Pelé Eterno, de Anibal Massaini, e acervo do cineasta Joaquim Pedro de Andrade. Levou para a TeleImage o conceito de finalização em 2k e 4k. Em 2010, foi o vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, pelos efeitos visuais do longa-­metragem Besouro, de João Daniel Tikhomiroff, e foi indicado ao Prêmio Goya (Espanha) pelo longa-metragem Lope, de Andrucha Waddington. Em 2011, deixa a direção do grupo Casablanca para montar sua própria companhia, a MISTIKA, produtora e pós-produtora que, além de atender o mercado cinematográfico, produz e co-produz seus próprios projetos de entretenimento. Dentre eles, produziu para a Fox Channel a série Câmera Selvagem; Especial de 30 Anos do Biquini Cavadão; Especial Cabaré Vinícius, com Paulo Ricardo e Toquinho (inédito). Em 2017, foi o vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, pelos efeitos visuais do longa-­metragem que co-produziu: Pequeno Segredo, de David Schurmann. Dez vezes indicado como “melhores efeitos visuais”, em 2016 assinou 20 longas como supervisor de pós-produção e efeitos, entre os quais De onde eu Te Vejo (Luiz Vilaça), Por Trás do Céu (Caio Soh), Saltimbancos Trapalhões rumo a Hollywood (João Daniel Tikhomiroff) e O Grande Circo Místico (Cacá Diegues), onde partilhou os efeitos com outras empresas além da Mistika – sendo Guará Fx e Afinal Filmes. Dentre vários projetos em realidade virtual, recriou o primeiro show dos Beatles no Shea Stadium de Nova York – projeto exibido na BeatleMania Experience, em São Paulo.