Machos

Machos (DF)

Série de TV de ficção

 

SINOPSE

MACHOS é um thriller policial/erótico costurado pelas histórias de 3 personagens que têm conflitos com sua sexualidade. Cláudio (41) tem duas vidas: de dia ele é um renomado psicólogo que trabalha com homens agressores, tentando desconstruir neles o machismo e a aceitação da violência como algo normal; à noite ele é um sedutor predador sexual e praticante de “raptofilia” (estupro consensual). Suzana (32), uma promissora jovem médica, falha ao tentar uma vida “politicamente correta” e parte para se aventurar em diferentes experiencias sexuais, cada vez mais intensas e que a levarão a ser assassinada. A Detetive Costa (40) vive num mundo policial machista e cheio de preconceitos, e é designada para resolver o assassinato de Suzana, e acaba encontrando Claudio como principal suspeito. O caso transforma sua vida, tanto na maneira como ela lida com os parceiros de trabalho, como em seus relacionamentos. Ela precisará confiar em Claudio, o principal suspeito, para resolver o crime.

 

Diretora

Cibele Amaral

Cibele Amaral é graduada em Artes Cênicas pela Scuola Internazionale di Teatro di Roma e em Psicologia pela Universidade Paulista. Desde 2002 vem atuando no mercado audiovisual brasileiro como roteirista, diretora e produtora. Foi responsável pelo roteiro e direção dos curtas “Enciclopédia do Inusitado e Irracional” (2007) e “Momento Trágico” (2003), tendo este último recebido inúmeros prêmios em festivais como Brasília, Gramado e Malescorto (Itália). Foi responsável também pelo roteiro e direção dos longas “Um Assalto de Fé” (2011), “Rir Pra Não Chorar” e “Por que Você Não Chora?”, estando esses dois últimos em processo de finalização e com estreia prevista para 2020. Além disso, Cibele também participou em 2003 do curso de formação para roteiristas da RAI – Radio Televisione Italiana, em 2019 foi líder de sala do Núcleo Criativo BSB Cinema (sala MACHOS), que teve como líder Jorge Durán e participa atualmente do Núcleo Criativo Entretempos (sala Norma Benghell), liderado por Jaime Monjardim. Escreveu também os roteiros dos longas “Ecoloucos” e “Socorro” e das séries “Réus” e “Machos”, que encontram-se em processo de pré-produção e têm suas filmagens previstas para 2020 e 2021.

 

Produtor

Patrick de Jongh

Patrick de Jongh está à frente da empresa 34 Filmes, uma das mais atuantes no cenário audiovisual do Distrito Federal. Vem participando de diversos mercados de audiovisual no Brasil e no exterior, prospectando e concretizando parcerias com diversos players importantes e expandindo a atuação da 34 Filmes para além do Brasil. É sound designer e compositor de trilhas sonoras premiado nacional e internacionalmente. Trabalhou com ícones da música como Milton Nascimento, Toots Tielemans, Ana Carolina, Guinga, João Donato, Liminha, Natiruts, Paula Toller, dentre outros. Começou seus trabalhos no audiovisual em 1997 e desde então realizou mais de 50 projetos, entre eles, mais de 20 filmes de longa metragem entre produções brasileiras e estrangeiras. É hoje representante da “Tauro Digital” no Brasil, estúdio Argentino de pós produção de áudio e mixagem responsável pelo som de filmes como Relatos Selvagens e o Abraço da Serpente, ambos indicados ao Oscar. Como produtor, possui atualmente 2 longas-metragens em pós produção, 2 longas em pré-produção, uma série para TV em pré-produção e mais 12 projetos em desenvolvimento.