Ivan Melo

Formado em Letras, com mestrado em Teoria Literária. Trabalhou como produtor executivo e programador da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, diretor do Festival de Cinema de Paulínia e diretor do Polo Cinematográfico de Paulínia, onde coordenou a produção local de 40 longas-metragens nas locações e estúdios da cidade. Como produtor, realizou os documentários Bem-vindo a São Paulo (2007), coletivo de curtas organizado por Leon Cakoff e Renata de Almeida e dirigido por Tsai-Ming Liang, Wofgang Becker, Amos Gitai, Phillipe Noyce, Maria de Medeiros, Mika Kaurismäki, entre outros; Top 25, de Richard Luiz (2009); e as ficções Tinnitus, de Gregório Graziosi (2019), e Parabéns, garota!, de Luis Carlos Soares (2019). Foi sócio da produtora África Filmes, co-produtora de Corpo Elétrico, de Marcelo Caetano (2017), e do documentário Alvorada, de Anna Muylaert e Lô Politi (2016). É sócio da produtora e distribuidora Cup Filmes, que está co-produzindo o documentário Amazônia, de Juliano Ribeiro Salgado; finalizando o longa de ficção A mãe, de Cristiano Burlan; e a animação em stop motion Bob Cuspe – Nós não Gostamos de Gente, de Cesar Cabral. Tem ainda projetos em desenvolvimento com os diretores Anna Muylaert, Ivi Roberg e Marcelo Caetano.