Tutores

Ana Julia Travia – roteirista, diretora e editora

Formada no Curso Superior do Audiovisual pela ECA, USP.  Dirigiu os curtas Outras (2017), selecionado para mostra foco do 21º Mostra de Cinema de Tiradentes; o curta SAMPLE (2018), vencedor do 22º edital do Cultura Inglesa Festival; o videoclipe O que se cala (2018), da Elza Soares; e o filme Entenda o processo colonial em 5 minutos (2019), integrante da peça Black Brecht: E se Brecht fosse negro?. Também montou os curtas-metragens Eu só queria que você dissesse (2016); Peripatético (2017), vencedor do prêmio do júri no 50º Festival de Brasília; Mato Adentro (2018); e Você tem olhos tristes (2020), vencedor de melhor montagem no 48º Festival de Gramado. Como roteirista teve projetos selecionados no LABEX Curta Kinoforum em 2017, na 3ª edição do NetLabTv na categoria social vídeo em 2018 e venceu o prêmio Diadorim de bolsa de estudos do Projeto Paradiso em 2019. Foi assistente de roteiro na Gullane, em 2018, na série Ninguém tá Olhando, vencedora de melhor comédia do EMMY 2020; e trabalhou na mesma produtora no final de 2019. Foi roteirista na Conspiração em 2020 e na Boutique Filmes em 2021. E atualmente trabalha como roteirista diretora e editora freelancer.


Clara Ramos – produtora, documentarista e pesquisadora

Produtora, documentarista, e pesquisadora de cinema, Clara Ramos possui graduação em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000), mestrado e doutorado pelo Departamento de Cinema da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Iniciou seu trabalho na área de produção audiovisual em 1998, atuando em produtoras como Canal Azul, Polo de Imagem, Pacto Audiovisual, Televisão América Latina, Plateau, entre outras. Como produtora, coordenou produção de mais de 45 documentários exibidos em canais como TV Cultura, TV Escola, Discovery Channel e People & Arts, GNT e STV, além de programas televisivos, curtasmetragens, videoclipes e filmes publicitários. Foi diretora de produção do longa-metragem Filmefobia, dirigido por Kiko Goifman, ganhador do prêmio de melhor filme no Festival de Brasília em 2008. Entre 2010 e 2015 atuou como coordenadora de produção e atendimento na produtora big Bonsai, desenvolvendo projetos de conteúdo e de comunicação de marcas como Nike, Ford, Gatorade, Samsung, Natura, Boticário, Itaú, entre outras. Em 2015, associou-se a Loma Filmes, onde atua como produtora executiva de longas e séries – de documentário, ficção e animação – entre outros formatos. Seus trabalhos mais recentes como produtora executiva foram os longas-metragens Albatroz, ficção dirigida por Daniel Augusto com roteiro de Bráulio Mantovani, lançado em março de 2019; Hebe, ficção que conta com direção de Mauricio Farias e roteiro de Carolina Kotscho, lançado em setembro de 2019; o longa documental Máquina do Desejo, de Lucas Welingski e Joaquim Castro, e o longa de ficção Madeinusa, dirigido por Rodrigo Van de Put, que estreiam em 2021.  Atualmente, está em pré-produção, como produtora executiva, da série ficcional O Coro, com produção da Formata para Disney Plus.


Fernanda De Capua – roteirista, diretora e produtora

Entre suas produções estão os longas Sonhos de Peixe, Casa Grande, Laura (Melhor doc, Hamptons International FF) e Quem Matou Eloá. Estreou na direção com a série de comédia Insustentáveis (disponível na Amazon Prime), que também roteirizou. Como script doctor, contribuiu em roteiros como Gabriel e a Montanha e Tempo Meio Azul Piscina (Prêmio FRAPA 2020), e em mais de 30 projetos através dos laboratórios da ANCINE/Prodav 04. Também desenvolveu e dirigiu o canal Paratodes, projeto de conteúdo ao vivo da Twitch. Já ministrou oficinas de pitching em encontros como BrLab, Bolivia Lab, Cine con Altura – Colômbia, e Tbilisi International Film Festival – República da Georgia. Atualmente faz parte da coordenação pedagógica do Icumam Lab, e desenvolve a série Aguas Espraiadas.


Leonardo Mecchi – produtor

Produtor de cinema, sócio-diretor da Enquadramento Produções. Atua através de sua produtora no desenvolvimento e produção de projetos de curtas e longas metragens, em especial primeiras e segundas obras de jovens e promissores realizadores, com filmes premiados em festivais internacionais como Cannes, Locarno, Rotterdam, Toronto, San Sebastian, IndieLisboa, FidMarseille e BAFICI, além de festivais nacionais como Brasília, Gramado, Rio de Janeiro, São Paulo e Tiradentes. Entre seus mais recentes filmes estão A Febre, de Maya Da-Rin, coprodução Brasil/França/Alemanha, com estreia mundial no Festival de Locarno, onde foi contemplado com os prêmios de Melhor Ator e Melhor Filme pela Crítica Internacional, e estreia nacional no Janela Internacional de Cinema do Recife, onde recebeu os prêmios de Melhor Filme e Melhor Som; A Morte Habita à Noite, de Eduardo Morotó, com estreia mundial no Festival de Rotterdam e brasileira no Cine Ceará; Los Silencios, de Beatriz Seigner, coprodução Brasil/França/Colômbia, com estreia mundial na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes e estreia brasileira no Festiva de Brasília, onde foi contemplado com os prêmios de Melhor Filme pelo Júri da Crítica e Melhor Direção pelo Júri Oficial; e Mormaço, de Marina Meliande, com estreia mundial no Festival de Rotterdam e nacional no Festival de Gramado. Foi ainda produtor executivo de longas como Obra, de Gregório Graziosi (Melhor Filme pela Crítica e Melhor Fotografia no Festival do Rio); Super Nada, de Rubens Rewald (Melhor Filme e Prêmio Especial do Júri na mostra Novos Rumos do Festival do Rio); e Quebradeiras, de Evaldo Mocarzel (Melhor Documentário no Festival de Toulouse, França; Melhor Direção, Fotografia e Som no Festival de Brasília). É também produtor associado do documentário O Processo, de Maria Augusta Ramos (Festival de Berlim).


Maria Clara Escobar – diretora e roteirista

É diretora de cinema, roteirista e poeta. Escreveu e dirigiu o longa Desterro, que teve sua estreia mundial dentro da Tiger Competition no 49º Festival Internacional de Cinema de Roterdã em 2020. Também dirigiu o premiado documentário Os dias com ele, lançado nos cinemas em 2014 pela Vitrine Filmes e em dvd pelo Instituto Moreira Salles. Trabalha como consultora de roteiros e de montagem e é professora. Em 2019, lançou seu primeiro livro de poemas Medo, Medo, Medo (Nosotros Editorial); e o seu novo livro Um Novo Mar Dentro de Mim, que está em pré-venda pela Editora Quelônio.